Quinta-feira, 21 de Junho de 2018
Brasil - Mundo

Funcionários dos Correios entram em greve no Tocantins

Paralisação segue orientação nacional e é por tempo indeterminado. Uma das reclamações é sobre as mudanças no plano de saúde.

Publicada em 12/03/18 as 10:07h - 87 visualizações

por Filó Notícias.Net


Compartilhe
   

Link da Notícia:

 (Foto: Reprodução)

Os funcionários dos Correios no Tocantins entraram em greve nesta segunda-feira (12), por tempo indeterminado. A paralisação é nacional. Segundo o sindicato da categoria no estado, profissionais das maiores cidades aderiram ao movimento. A empresa informou que não foi identificada nenhuma agência que tenha sido fechada por causa da paralisação e que os serviços seguem funcionando.

Informou ainda que realiza um levantamento para saber a quantidade de agências que participam da paralisação.

Uma das reclamações é a extinção de 20 mil postos de trabalho nos últimos cinco anos. Os profissionais protestam também contra mudanças no plano de saúde da empresa que prevêem o pagamento de mensalidades e a exclusão de dependentes. A ação que prevê essa mudança deve ser julgada pelo Tribunal Superior do Trabalho (TST) nesta segunda-feira.

No Tocantins tem 280 carteiros."Não sabemos ainda quantas cidades, mas muitas aderiram à greve. Todo o serviço vai ser afetado, mas a proporção não sabemos. Vai depender da quantidade de adesão", disse o presidente do sindicato da categoria no estado, José Aparecido Rufino,

Em nota, os Correios informaram que o movimento, neste momento, serve apenas para agravar ainda mais a situação delicada pela qual passam os Correios e afeta não apenas a empresa, mas também os próprios empregados.

A empresa disse ainda que o plano de saúde, principal pauta da paralisação, foi discutido com as representações dos trabalhadores, tanto no âmbito administrativo quanto em mediação pelo Tribunal Superior do Trabalho e que, após diversas tentativas sem sucesso, a forma de custeio do plano de saúde dos Correios segue, agora, para julgamento pelo TST.

Informou ainda que aguarda a decisão, mas que não consegue sustentar as condições do plano.

Os funcionários também reivindicam mais segurança nas agências, melhores condições de salário, retorno de férias e alegam insistência por parte dos Correios para que os servidores aceitem o programa de demissão voluntária.

Fonte: G1 Tocantins.




Deixe seu comentário!

ATENÇÃO: Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.







Nosso Whatsapp

 (87) 9-9661-1561

Visitas: 5320759
Usuários Online: 85
Copyright (c) 2018 - Filó Notícias.Net - Filó Noticias.Net Conectando você ao Mundo das Informações.