Quarta-feira, 23 de Maio de 2018
Política

Prefeitura de Petrolina erra em Concurso da Secretaria de Educação e Vereador Paulo Valgueiro faz denúncia ao Ministério Público

Publicada em 23/01/18 as 09:46h - 139 visualizações

por Filó Notícias.Net


Compartilhe
   

Link da Notícia:

 (Foto: Filó Notícias.Net)

Nas últimas terça e quarta-feira, a Prefeitura de Petrolina realizou as provas do Processo Seletivo para Contratação de Profissionais Temporários da Secretaria de Educação de Petrolina. Para desgosto dos candidatos, as provas aplicadas apresentaram uma série de irregularidades, prejudicando e frustrando as expectativas dos concorrentes. Procurado por candidatos prejudicados, o Vereador Paulo Valgueiro levou o assunto ao Ministério público. Veja a nota do Vereador.

"Fomos procurados por candidatas que participaram das provas do Processo Seletivo para Contratação de Profissionais Temporários da Secretaria de Educação de Petrolina, sentindo-se prejudicadas e indignadas com as inúmeras denúncias de irregularidades na realização das provas, que puseram em cheque a credibilidade do processo.

Na condição de Vereadores do Município de Petrolina, representantes dos interesses do povo, fomos ao Ministério Público de Pernambuco para apresentar o problema e buscar as providências legais cabíveis.

Na manhã desta sexta-feira, 19 de janeiro, acompanhados de candidatas que participaram das provas e que se sentiram prejudicadas diante das irregularidades apresentadas, estivemos reunidos com a Promotora Ana Cláudia Sena, titular da 2ª Promotoria de Justiça de Defesa da Cidadania de Petrolina Curadoria do Patrimônio Público, para buscarmos providências enérgicas em relação ao desastroso processo do Concurso Seletivo para Professor da Rede Municipal de Petrolina, marcado por graves denúncias de irregularidades, a exemplo de provas repetidas, questões plagiadas do Enem, questões que não atendiam ao edital, sacolas de provas sem lacre e, ainda, algumas pessoas receberam provas em momentos posteriores por insuficiência de cadernos de provas. Diante das várias denúncias, a comissão responsável pela elaboração do concurso anunciou a anulação das provas e uma nova data para a realização do certame.

Na reunião, após serem ouvidos os depoimentos das candidatas e apresentados documentos que comprovam os fatos narrados, ficou definido que o Ministério Público, representado pela Promotora Ana Cláudia Sena, irá adotar as seguintes providências:

1 - Oficiar a Comissão organizadora do processo seletivo para contratação de profissionais temporários para que se manifeste no prazo de cinco dias quanto às denúncias apresentadas informando ainda qual empresa ficou responsável pela elaboração e aplicação das provas;

 

2 - Oficiar o Tribunal de Contas para que tomem as medidas administrativas necessárias quanto a realização da seleção de profissionais temporários pelo Edital 007/2017.

Não podemos aceitar e ficar calados diante de atos da gestão municipal eivados de tantas irregularidades, com indícios de favorecimento e que trazem tamanho prejuízo e constrangimento para a população de Petrolina, mais especificamente para as pessoas que se inscreveram no concurso e depararam-se com essa situação vexatória e prejudicial. As provas foram anuladas, novas datas foram anunciadas, mas isso não exime os organizadores do concurso de suas responsabilidades pelos erros e irregularidades cometidos. Estaremos acompanhando de perto as investigações pelo Ministério Público e pelo Tribunal de Contas."

Por Paulo Valgueiro

Vereador do PMDB e Líder da Oposição

Presidente do Diretório Municipal do PMDB de Petrolina




Deixe seu comentário!

ATENÇÃO: Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.







Nosso Whatsapp

 (87) 9-9661-1561

Visitas: 5265175
Usuários Online: 82
Copyright (c) 2018 - Filó Notícias.Net - Filó Noticias.Net Conectando você ao Mundo das Informações.