Sábado, 20 de Abril de 2019
Cidades do Vale do São Francisco

Prefeitura esclarece como gastou R$ 86 mil reais na construção de rotatórias em Petrolina

Publicada em 08/02/19 às 21:34h - 45 visualizações

por Petrolina em Destaque - Filó Notícias.Net


Compartilhe
   

Link da Notícia:

 (Foto: Reprodução )

A construção de rotatórias tem sido a aposta da prefeitura de Petrolina (PE) na tentativa de resolver diversos problemas do trânsito da cidade. Segundo informações da gestão municipal, os equipamentos têm apresentado resultados positivos no quesito mobilidade.

Contudo, a população petrolinense tem questionado os valores investidos na construção das rotatórias. Por exemplo, a nova rotatória implantada na Orla da cidade, na Avenida Cardoso de Sá, custou cerca de R$ 86 mil. Os populares afirmam que o investimento é maior do que o necessário para a construção do equipamento.

Em nota, a prefeitura, por meio da Autarquia Municipal de Mobilidade de Petrolina (Ammpla) informou que a execução da obra de implantação das rotatórias demanda um investimento que vai desde a instalação do equipamento até a reestruturação de toda a área afetada pelo serviço. Confira a nota na íntegra:

“Acerca dos investimentos na rotatória da Avenida Cardoso de Sá, a Prefeitura de Petrolina esclarece que a execução deste tipo de equipamento não se refere apenas à instalação da rotatória, mas sim na reestruturação de toda a área que será afetada. Neste caso, foram realizadas diversas ações como demolições dos canteiros existentes; alargamento das faixas; demolições de meio fio, calçadas em pedra portuguesa e também da ciclovia.

Todos os pontos demolidos precisaram ser refeitos, desta vez, com material de qualidade superior para suportar o aumento de fluxo. Os investimentos também incluíram a aplicação de revestimento asfáltico em concreto Betuminoso Usinado a Quente – que permite mais segurança aos condutores – e construção do piso de concreto intertravado cujo dimensionamento prevê o recebimento de tráfego pesado, quando necessário. Também foram reconstruídas as calçadas em pedra portuguesa.

A Autarquia de Mobilidade de Petrolina (Ammpla) reforça ainda que os serviços de engenharia tiveram caráter funcional e não apenas estéticos, com a utilização de materiais como o CBUQ e o piso de concreto intertravado. Todas as informações acerca dos gastos estão disponíveis ao cidadão na sede do órgão.”




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário






Nosso Whatsapp

 (87) 9-9661-1561

Visitas: 6335890
Usuários Online: 146
Copyright (c) 2019 - Filó Notícias.Net - Filó Noticias.Net Conectando você ao Mundo das Informações.